Não perca mais nenhuma novidade!

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos da Sociedade Brasileira de Hipnose.

Sim, eu aceito receber os conteúdos da SBH e compreendo que posso me descadastrar a qualquer momento.

Crise de ansiedade: o que é e como controlar com hipnose?

Você sabe como é ter uma crise de ansiedade? De janeiro a julho de 2020, aumentou em 5000% as buscas por essa informação no Google. Se você teve ou convive com esse evento, o ideal é procurar ajuda para conseguir tratar as causas do problema. E a hipnose pode ser a sua aliada nesse tratamento.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o país com o maior número de pessoas ansiosas no mundo. O relatório, de 2018, apontou que 18,6 milhões de pessoas sofrem de crise de ansiedade: isso representa 9,3% de toda a população brasileira. 

Com a pandemia do novo coronavírus, as estatísticas preocupam ainda mais. Para se ter uma ideia, a pesquisa no Google por “como é ter crise de ansiedade” cresceu mais de 5000% entre janeiro e julho de 2020.

Mas como se caracteriza, afinal, uma crise de ansiedade? 

A ansiedade, em si, pode ser caracterizada por sentimentos de:

  •  nervosismo, 
  • medo,
  • preocupação. 

Essas sensações são normais até um determinado ponto, já que são comportamentos quase instintivos do ser humano antes de um evento importante, como uma entrevista de emprego ou uma apresentação em público, por exemplo. São reações naturais do corpo para nos ajudar em novos desafios ou em situações que exigem cautela. 

Contudo, quando isso começa a afetar a rotina, a ansiedade é considerada um distúrbio ou transtorno mental que compromete a qualidade de vida e deve ser tratada.

Normalmente, em uma crise de ansiedade, o que acontece é a intensificação do sentimento, quando alguns sintomas físicos prejudiciais se manifestam. Eles podem variar de pessoa para pessoa, sem regras específicas, mas costumam envolver:

  • palpitações e dores no peito;
  • um sentimento de desgraça iminente;
  • respiração ofegante;
  • falta de ar;
  • agitação nas pernas e nos braços;
  • tensão muscular;
  • enxaquecas;
  • boca seca;
  • tremedeira;
  • cansaço;
  • insônia;
  • diarreia; 
  • dificuldade de concentração;
  • irritabilidade; 
  • sudorese; 
  • náuseas;
  • medo. 

Por que cuidar da ansiedade? 

Quando não tratada ou devidamente acompanhada, a ansiedade pode se tornar um problema que prejudica diferentes áreas da vida, desde as relações pessoais à performance no trabalho. Mas a boa notícia é que é possível tratá-la com métodos alternativos, entre eles, o da hipnoterapia. 

Continue lendo e entenda melhor! 

O que é a hipnose e como ela pode ser uma aliada no tratamento contra crises de ansiedade? 

Técnica que tem sido cada vez mais utilizada em terapias, a hipnose é definida como “um estado de consciência que envolve atenção concentrada e consciência periférica reduzida, caracterizado por uma maior capacidade de resposta a sugestão, em que o paciente é conduzido a experimentar mudanças nas sensações, percepções, pensamentos ou comportamento”

A metodologia, claro, pode ser utilizada para diversos fins, e isso inclui tratamento de transtornos como a crise de ansiedade. 

A hipnose é regulamentada e reconhecida pelos Conselhos Federais de Medicina, Psicologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Odontologia e Enfermagem. Além disso, a OMS aprova seu uso na área da saúde e ela é, ainda, prevista no Sistema Único de Saúde (SUS). 

Assim como em todas as áreas que lidam com a nossa saúde, é preciso estar atento a uma questão importante antes de investir nesse tratamento: contar com o apoio de profissionais de saúde mental licenciados ou certificados, especialmente treinados nessa técnica. Isso porque  profissionais devidamente capacitados poderão oferecer uma maior segurança e qualidade no atendimento para te ajudar a atingir o seu objetivo com a hipnoterapia.

A hipnose, por sua vez, pode te ajudar a entender como funcionam os principais gatilhos da sua ansiedade. Assim como ressignificar eventos e experiências, bem como oferecer alternativas e treinamento cognitivo para você desenvolver hábitos saudáveis e desejados na sua vida.

Mas por que optar pela hipnose?

Quando comparada aos métodos tradicionais, uma das vantagens do uso da hipnoterapia é o tempo do tratamento. Ela pode ser considerada uma Psicoterapia Breve, já que o auxílio da experiência hipnótica facilita o processo de mudança de dentro para fora. 

Assim, ao longo das sessões, uma das abordagens pode ser encorajar o paciente a acessar aquele momento (traumático) que é o gatilho da ansiedade e lidar com a situação de uma maneira diferente, mudando a sua percepção acerca daquele evento e, portanto, trabalhando o(s) motivador(es) para que possa superá-lo(s). 

Esse, claro, é só um dos exemplos. Também é possível aprender, ao longo do tratamento, a: 

  • desenvolver atenção focada, 
  • ter maior controle físico e emocional, 
  • controlar melhor os próprios pensamentos, permitindo que as atitudes negativas, que costumam vir de pensamentos negativos pré-condicionados, sejam cada vez mais raros.

Atenção: nem tudo que você lê sobre hipnose é verdade

Existem diversos mitos que rondam a prática da hipnose, entre eles o de que o paciente pode nunca mais sair de um estado hipnótico, mas isso não é verdade

A técnica induz um estado momentâneo, feito para realizar uma tarefa específica. É quase como a concentração que você atinge para solucionar um determinado exercício. 

Portanto, assim que você parar de receber aqueles estímulos, voltará ao seu estado normal de consciência.

Para sair desse universo que mistifica a hipnose, vale lembrar que ela é apenas uma ferramenta que pode auxiliar no alcance de um grau de concentração elevado. Ou seja, é um estado que todos podem ter acesso em determinada atividade e que, inclusive, pode acontecer no dia a dia sem que a gente perceba. 

No uso profissional da técnica, contudo, a diferença é que o especialista ensina a intensificar essa atividade cerebral, elevando a concentração e, como já falamos, direcionando os pensamentos para determinado objetivo terapêutico. 

A verdade é que as possibilidades são muitas e, claro, podem funcionar de maneiras específicas para cada paciente. O importante é focar no objetivo: recuperar a qualidade de vida que foi comprometida por falta de saúde emocional. 
Gostou do conteúdo e quer ver como a hipnose pode ser uma ótima amiga no tratamento contra crise de ansiedade? Procure por um profissional capacitado para atendimento on-line ou presencial em sua região. Basta acessar app.hipnose.com.br!

Gostou do artigo?

0 / 5 0
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Mais conteúdos interessantes

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Novidades

Mais acessados

Não perca mais nenhuma novidade!

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos da Sociedade Brasileira de Hipnose.

Sim, eu aceito receber os conteúdos da SBH e compreendo que posso me descadastrar a qualquer momento.