Não perca mais nenhuma novidade!

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos da Sociedade Brasileira de Hipnose.

Sim, eu aceito receber os conteúdos da SBH e compreendo que posso me descadastrar a qualquer momento.

Hipnose na Fisioterapia

A fisioterapia é a área da saúde responsável em auxiliar pacientes a prevenir ou se recuperar de lesões decorrentes de fraturas, más-formações e vícios comportamentais. São utilizadas técnicas diversas de movimentação e massagens para que o paciente tenha sua capacidade física restaurada.

Contudo, durante as sessões, podem ocorrer complicações no tratamento do paciente. É comum que eles estejam em estado de dor crônica, e isso pode deixar as pessoas em com instabilidade emocional ou um estado problemático, o que dificulta a ocorrência das sessões.


Uma ferramenta que pode auxiliar os fisioterapeutas a lidar com essas dificuldades, é a hipnose clínica. Se você quer saber como isso pode acontecer, leia atentamente o nosso artigo.

Os benefícios da hipnose na fisioterapia

Quando o paciente está com dor, ele não sofre apenas fisicamente, mas emocionalmente também. Ele sente ansiedade, medo, raiva, angústia, tristeza, entre outras emoções, que podem promover pensamentos disfuncionais que intensificam a sua dor. Por isso, o paciente precisa passar por uma avaliação para saber como ele deve ser tratado naquele dia. É nessas situações que o fisioterapeuta tem a vantagem ao saber usar a hipnose clínica.

Segundo a American Psychological Association (APA), com pequenas considerações da Sociedade Brasileira de Hipnose (SBH), a hipnose pode ser definida como um estado de consciência [induzido intencionalmente] que envolve atenção concentrada e consciência periférica reduzida, caracterizado por uma maior capacidade de resposta à sugestão. Nesse estado, o sujeito é conduzido a experimentar mudanças nas sensações, percepções, pensamentos ou comportamento [orientado a um objetivo].

Sendo assim, o paciente submetido a um tratamento com auxílio da hipnose clínica, pode conseguir combater os pensamentos disfuncionais durante as consultas e ajudando a alterar as percepções do paciente em relação às suas dores. Portanto, a hipnose na fisioterapia ajuda o paciente a se concentrar nas consultas, ajuda na comunicação entre o profissional e o paciente ,e ajuda na diminuição dos níveis de ansiedade, estresse e medo.

A hipnose clínica na fisioterapia potencializa a assistência do profissional ao paciente e pode até aumentar as chances de resultados positivos nas reabilitações. Agora veja a seguir, algumas evidências da hipnose para essas situações.

Evidências de que a hipnose pode ser utilizada na fisioterapia


De acordo com o artigo publicado na EM, Hypnosis and physiotherapy, a hipnose afeta o subconsciente, que é o centro das emoções, hábitos e automatismos. O subconsciente transmite comandos à mente inconsciente, que por sua vez traduz essas emoções em sentimentos e reações somáticas. 

Paralelamente, a neurofisiologia da sugestão hipnótica está atualmente bem definida, assim como a permeabilidade cerebral associada ao aumento do fluxo sanguíneo cerebral regional no sistema atencional do cérebro. Além disso, a expectativa positiva e a rotulagem de “hipnose” parecem ter efeitos notáveis ​​sobre a eficácia do procedimento.

Estudos clínicos randomizados controlados demonstraram eficácia na dor em geral, cefaleia tensional e enxaqueca, dor temporomandibular, dor lombar crônica, osteoartrite e dor nos ossos e articulações, fibromialgia, síndrome da dor regional, dor de membro fantasma, reabilitação esportiva, síndrome da bacia irritável, estresse e ansiedade, e muitas outras patologias. A hipnose é uma ferramenta poderosa e muito útil na fisioterapia diária.

Outra evidência é o estudo publicado na Pub.Med que demonstra um caso de sucesso. Os pacientes que estavam submetidos ao CRPS-1 (Type 1 complex regional pain syndrome) nos pulsos e nas mãos, ficaram satisfeitos ou muito satisfeitos quando tiveram uma terapia física com a hipnose clínica.

No Journal of Novel Physiotherapies, há uma outra evidência afirmando que entre as muitas doenças tratadas com sucesso, algumas são da competência clássica do fisioterapeuta, como dores de outro tipo, origem e grau, desde dores de cabeça a dores nas costas, desde dores oncológicas a pediátricas, desde dores agudas e crônicas.

É possível reduzir o tempo de recuperação após lesões e após a cirurgia. Mas o campo de aplicação da hipnose na reabilitação não pára por aqui. Com a hipnose, é possível intervir na reconstrução da imagem motora no paciente e no esporte. Também é possível trabalhar a imagem interna em distúrbios neurológicos e é fortemente possível influenciar a motivação por trás do processo terapêutico.

Além disso, o uso da hipnose na fisioterapia é regulamentado pela Resolução Nº 380/2010 do COFFITO. Artigo 1º- Autorizar a prática pelo Fisioterapeuta dos atos complementares ao seu exercício profissional regulamentado, nos termos desta resolução e da portaria MS número 971/2006:

a) Fitoterapia;

b) Práticas Corporais, Manuais e Meditativas

c) Terapia Floral;

d) Magnetoterapia

e) Fisioterapia Antroposófica;

f) Termalismo/ Crenoterapia/Balneoterapia

g) Hipnose.

Portanto, a hipnose é uma ferramenta complementar e que pode ser o diferencial para os fisioterapeutas no mercado e na qualidade dos seus serviços para seus pacientes. Caso você tenha interesse em se tornar um hipnoterapeuta, basta buscar as formações de instituições com metodologias modernas e usadas internacionalmente, como a Sociedade Brasileira de Hipnose.

Se você se interessou em ler com mais profundidade sobre a hipnose, baixe agora nossos materiais gratuitos!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Mais conteúdos interessantes

Novidades

Mais acessados

Não perca mais nenhuma novidade!

Assine nosso blog e ative as notificações para receber os melhores conteúdos da Sociedade Brasileira de Hipnose.

Sim, eu aceito receber os conteúdos da SBH e compreendo que posso me descadastrar a qualquer momento.